Equipes de emergência trabalham há mais de 3 dias para conter um vazamento de óleo nas Ilhas Galápagos. Autoridades confirmaram que uma mistura de diesel e óleo hidráulico vazou depois que um navio cargueiro ficou encalhado perto da costa da ilha de San Cristobal, no arquipélago equatoriano.

Um comitê de operação de emergência foi formado para tentar esvaziar o navio o mais rápido possível, mas de acordo com o governador do arquipélago o trabalho ainda deve demorar alguns dias para ser concluído. Ainda não há informações sobre os impactos do vazamento.

O Parque Nacional Galápagos (PNG) afirmou em seu conta no Twitter que patrulheiros realizam testes terrestres para avaliar a situação da fauna marinha próxima à região onde o navio encalhou com produtos de primeira necessidade. A embarcação também transportava 10 mil galões de combustível, 11 toneladas de óleo de engrenagem, 103 bujões de gás e 48 toneladas de emulsão asfáltica, entre outros produtos, segundo o Conselho de governo do Regime Especial de Galápagos.

O Ministério do Ambiente mobilizou uma equipe de 15 guardas para o controle ambiental na região afetada e colocou barreiras de absorção e contenção de combustível ao redor do navio.

Galápagos é um arquipélago conhecido mundialmente pela imensa variedade de espécies de animais. Foi lá que, em 1835, o biólogo Charles Darwin encontrou as bases para formular a teoria da evolução e da seleção natural. Por causa das riquezas naturais e da biodiversidade, o arquipélago foi declarado Patrimônio Mundial da Unesco em 1978.

Fonte: G1