Em um estudo do Instituto Norueguês para a Pesquisa de Água (NIVA), pesquisadores descobriram que os mexilhões em torno dos oceanos do mundo contêm pequenos pedaços de plásticos conhecidos como “microplásticos”, que são peças de plástico com menos de 5mm de comprimento.

Os mexilhões analisados são de regiões como o Ártico e países como a China, Chile, Canadá, Grã-Bretanha e Bélgica. Segundo Amy Lusher, da NIVA, os microplásticos foram encontrados em mexilhões de todos os lugares analisados.

Ao longo da costa da Noruega, os mexilhões foram encontrados contendo 1.8 bits de microplástico, enquanto que os mexilhões mais ao norte do Ártico continham uma média de 4.3 bits. O impacto que isso tem sobre a saúde dos oceanos, mexilhões e aqueles que consomem os mexilhões ainda está para ser determinado.

Para mais informações acesse: http://e360.yale.edu/digest/in-mussels-across-the-globe-evidence-of-the-spread-of-plastic-pollution