Mais uma vez a seleção espanhola fez história, e desta vez ganhou tudo que se possa ganhar em um campeonato mundial longe de casa: a medalha de ouro na classificação por nações, e rankings individuais: Ouro, Prata e Bronze.

Após o primeiro dia em que o domínio da equipe espanhola era conhecido, não tinha escolha a não ser esperar para a resolução do segundo, onde o maior obstáculo seria as condições do mar e surpresas na classificação final.

Durante as cinco horas de competição, as capturas de peixes válidos foram aos poucos somando pontos para a equipe espanhola, mas também não foi tornando mais fácil para os outros pescadores desde o meio da manhã e as informações que circulavam era que havia grandes pescadores sub transportando poucas ou quase nenhuma captura. E assim continuou até o final da rodada, o número de capturas foi significativamente menor do que no dia anterior.

A sorte foi lançada, quando os espanhois se aproximaram do último pescado, uma alegria nervosa se espalhou na equipe, o pódio para a nação era suspeito, mas não havia confirmação da ordem dos melhores lugares que, uma vez conhecidos, eles fizeram quebrar a Seleção em uma explosão de alegria: Xavier Branco, Campeão do Mundo foi proclamada; Samuel Thomas, o segundo lugar; Santi Lopez o terceiro lugar.

Essa seleção conseguiu um feito inédito com as três medalhas de ouro individuais e por nações em um campeonato mundial realizado em condições muito difíceis mas com grande trabalho de equipe. Mais uma vez, a caça submarina espanhola fez história.

No pódio da esquerda para a direita: 

Oscar Sebastia, Samuel Thomas (segundo lugar), Oscar Cervantes, Xavi Branco (campeão do mundo), David F. Montero, Oscar Sague (exp cabeça.), Sergio Julián Antonio Linares, Santi Lopez (terceiro lugar), Andres Pita.

Classificação Individual (10 primeiros):

01) Xavier Blanco (Espanha)
02) Samuel Tomas (Espanha)
03) Santiago Lopez (Espanha)
04) Concetto Felice (Itália)
05) Pedro Domiguez (Portugal)
06) Jody Lot (Portugal)
07) Daniel Gospic (Croácia)
08) Andrii Lagutin (Ucrânia)
09) Stjepko Kesic (Croácia)
10) Radoslav Jakupovic (Croácia)

Classificação por Nação:

01) Espanha
02) Portugal
03) Croácia
04) Itália
05) Chile
06) Grécia
07) Tahiti
08) Brasil
09) Bulgária
10) Peru
11) Ucrânia
12) Nova Zelândia
13) Rússia
14) Turquia
15) Argentina
16) USA
17) Finlândia
18) Austrália
19) México
20) San Marino

Fonte: FEDAS