Cientistas russos do Fundo de Pesquisa Avançada estão desenvolvendo um projeto que permitirá que os seres humanos respirem debaixo da água, permitindo realizar tarefas de busca e salvamento nas profundezas, relata o jornal Rossiyskaya Gazeta.

Por enquanto, os pesquisadores realizaram experimentos em cães, que têm mostrado resultados muito encorajadores. De acordo com o jornalista da mídia, Igor Cherniak, que testemunhou um dos testes realizados no laboratório com sede em Moscou, um dos animais foi submerso na água e conseguiu permanecer lá cerca de 15 minutos.

Tal resultado foi possível graças à utilização de um líquido para preencher as vias respiratórias, que fornece oxigênio ao corpo, permitindo que os pulmões funcionem sob as altas pressões do fundo do mar.

O desenvolvimento desta técnica de respiração é baseado em estudos soviéticos dos anos 80, que mostraram ser possível fornecer aos pulmões uma mistura especial de gases e mergulhar a profundidades de entre 300 e 500 metros.

Após os experimentos, os cientistas cuidam dos cães, levam-nos a sua casa, onde os alimentam e acarinham.